Equipes promovem ingresso forçado em imóvel com lixo e materiais que poderiam se tornar criadouros do Aedes, no Jussara

Fotos: Ronie Melo

Técnicos do Departamento Municipal de Vigilância Sanitária estiveram no Jussara nesta quinta-feira (16) para promoverem uma ação chamada ‘ingresso forçado’, que busca eliminar criadouros do Aedes aegypti (mosquito transmissor de arboviroses – dengue, chikungunya e zika) em imóveis fechados por longo período sem a devida manutenção.

A residência em questão foi denunciada em novembro do ano passado, pois apresentava notáveis sinais de falta de conservação, além de conter inúmeras embalagens plásticas e recipientes propícios a se tornarem depósitos de larvas do mosquito.

À época, fiscais do setor estiveram no local para apurar a denúncia e autuaram o proprietário, que dentro do prazo legal não se manifestou. Em seguida, uma multa foi lavrada e ainda assim não houve contato por parte do dono ou responsável para resolução do problema, o que culminou na iniciativa desta quinta-feira. Toda a ação teve o apoio de uma guarnição da Polícia Militar.

Os moradores que presenciarem imóveis contendo materiais que possam tornar-se criadouros do Aedes ou mesmo piscinas que aparentarem falta de tratamento podem contatar o Departamento de Vigilância Sanitária pelo telefone (13) 3505-5578 e formalizarem uma denúncia. Vale ressaltar que não é preciso se identificar.

© 2013 Produzido por Trilogic

Voltar para o topo