Tribunal de Contas da nota B+ para Mongaguá no Índice de Efetividade de Gestão Fiscal

Foto: Rafael Correia

 

Novamente Mongaguá atingiu uma ótima qualificação nos índices de gestão fiscal. Isso porque no IEG-M 2017 (Índice de Efetividade da Gestão Municipal) que é medido pelo TCE-SP (Tribunal de Contas de SP), o município atingiu a nota B+, a mais alta recebida nesta última pesquisa. As informações foram repassadas no evento de lançamento do índice, que aconteceu nesta segunda-feira (09), na sede do TCE, em São Paulo.

 

Os resultados conquistados são frutos dos dados apresentados no exercício de 2016 e têm por parâmetro estudar 230 quesitos em sete índices temáticos envolvendo 644 municípios: Educação, Saúde, Planejamento, Fiscal, Meio Ambiente, Proteção dos Cidadãos e Governança de Tecnologia.

Foto: Rafael Correia

Com uma nota A em Educação, Mongaguá entrou para o seleto grupo de 19 municípios que conseguiram nota máxima no quesito. O feito representa uma melhora significativa na área, que em 2016 estava com nota C+, que aponta que a cidade está em fase de adequação ao que o TCE pede. Outras áreas em que o município apresentou melhoras foram Fiscal e Planejamento, que saíram de B em 2016 para B+ em 2017.

 

O presidente do TCE-SP, Sidney Estanislau Beraldo, finalizou o evento explanando sobre o papel do órgão. “O tribunal não pode ser visto pelas prefeituras como um cão de caça. Na verdade, somos orientadores, pois ajudamos os governantes a trilharem um caminho transparente e efetivo no que diz respeito ao dinheiro público. Na prática, estamos aqui para balizar o futuro administrativo dos municípios”.

 

© 2013 Produzido por Trilogic

Voltar para o topo