Mongaguá terá novo sistema de transporte coletivo a partir de 2ª

Fotos: Divulgação

Nesta segunda-feira, dia 7, uma nova empresa de transporte coletivo estará à disposição da população de Mongaguá. A Empresa Ação Transportes e Turismo, vencedora da licitação emergencial, irá operar o sistema com 13 ônibus, dois micro-ônibus e mais dois ônibus reservas.

São veículos modernos, com idade de utilização dentro da normalidade, com plataforma de acesso para deficientes e espaço reservado para cadeira de rodas. A empresa terá a incumbência de garantir um transporte de qualidade, atendendo a todos os itinerários oficiais.

A prefeitura está empenhada em resolver a situação do transporte, mas precisa seguir todos os trâmites burocráticos. Até segunda, tendo em vista que a Viação Beira Mar abandonou o transporte, o serviço será realizado pelas vans do transporte alternativo. São 14 veículos que estão operando de forma intensiva em todas as linhas, inclusive na área rural.

As equipes do Departamento de Serviços de Trânsito (Semutran) estão acompanhando de perto o trabalho realizado pelas vans nos últimos dias, observando, em especial, o fiel cumprimento de um acordo firmado entre a municipalidade e os representantes do setor, que garante o transporte de idosos e aposentados.

Impasse – A Administração Municipal deu um basta à postura da empresa Viação Beira Mar junto à população e seus funcionários. As tentativas de diálogo e as notificações emitidas, a fim de assegurar qualidade no transporte, não surtiram efeito e a empresa insistia em conduzir os trabalhos de maneira precária e ineficiente.

O não pagamento dos funcionários e diversas greves castigaram a população. A quantidade de veículos que circulava era muito abaixo do necessário para atender a demanda da cidade. Além disso, os ônibus não preenchiam os mínimos quesitos de segurança.

Diante deste cenário caótico, só restou à prefeitura formar uma comissão e decidir pela revogação da permissão de circulação da empresa. Como os representantes legais da Beira Mar se negaram a receber a notificação, a Administração publicou no Diário Oficial do dia 21 de abril uma notificação determinando que ela exercesse as atividades apenas por mais 15 dias.

Infelizmente, a Beira Mar mais uma vez não cumpriu as obrigações e encerrou as atividades antes do prazo, desamparando a população usuário do transporte coletivo. Com isso, o Governo Municipal, que já viabilizava um processo licitatório para a contratação de uma nova empresa, decretou Estado de Calamidade no Transporte.

© 2013 Produzido por Trilogic

Voltar para o topo