Cobertura vacinal atinge 49,05% das crianças de Mongaguá

No primeiro dia da campanha de vacinação contra a paralisia infantil, Mongaguá imunizou 1.596 crianças, total que corresponde a 49,05% do público alvo. No Brasil, o índice foi de 38,82% e no Estado de São Paulo, 49,38%. Até o dia 21 de junho, pais e/ou responsáveis devem levar crianças, na faixa etária de seis meses a quatro anos 11 meses e 29 dias, até a unidade de saúde mais próxima da residência, para tomar a dose da vacina contra a poliomielite. O atendimento ocorre nas Unidades de Saúde da Família (Pedreira, Vila Operária, Jardim Praia Grande, Jussara, Primavera e Flórida Mirim), das 8 às 17h. A ação contará com o apoio da Escola Técnica Adolpho Berezin. Informações: 3448-1231.

De acordo com a Diretoria Municipal de Saúde, a cobertura vacinal, no primeiro dia de campanha, foi positiva em todas as faixas etárias, sendo que os maiores índices foram dos grupos de seis meses a nove meses e 29 dias (52,72%) e três anos de idade (54,46%). A meta do Município, estipulada pelo Ministério da Saúde, é vacinar 3.254 crianças. No ano passado, Mongaguá superou em 22,4% a meta de imunização, que era de 3.434 crianças. Naquele, recebem a dose contra a pólio 4.191 crianças.

A poliomielite é uma doença infectocontagiosa grave. Na maioria das vezes, a criança não morre quando é infectada, mas adquire sérias lesões que afetam o sistema nervoso, provocando paralisia, principalmente nos membros inferiores. A doença é causada e transmitida por um vírus (o poliovírus) e a infecção se dá principalmente por via oral. Portanto, a criança deve tomar as doses da vacina, nas duas etapas da campanha, até completar cinco anos de idade.

Assessoria de Imprensa: 3445-3085/3086

© 2013 Produzido por Trilogic

Voltar para o topo