Campanha aumenta número de doadores de sangue

Campanha aumenta número de doadores de sangue

Na próxima segunda-feira (25), comemora-se o Dia Nacional do Doador de Sangue. E Mongaguá tem motivo para celebrar a data, pois, com a campanha realizada, ao longo do ano, o Município dobrou o número de doações mensais. No início do ano, a média era de 15 doações ao mês. Agora, o Hospital Municipal consegue agendar de 30 a 40 doadores. Este mês, por exemplo, 45 pessoas doaram sangue. A campanha conta com o apoio e participação do curso de enfermagem da Escola Técnica Estadual Adolpho Berezin. A coleta de sangue é realizada no Hemonúcleo de Santos. Os voluntários são levados ao local pela Prefeitura. As próximas saídas estão marcadas para os dias 29 de novembro e 13 de dezembro, às 7h30. A doação pode ser agendada através do 3505-6060. A biomédica Taciana Perin dos Santos ressalta que na temporada de verão, com o aumento na demanda de pacientes, os bancos de sangue necessitam de mais voluntários. “É importante que as pessoas se informem mais sobre a doação de sangue e contribuam, sempre que possível. As pessoas que necessitam de uma transfusão só podem contar com a solidariedade de doadores”, disse. A retirada do sangue demora, em média, 10 minutos. O material utilizado é descartável e os procedimentos são feitos por profissionais técnicos e experientes. As informações do doador são sigilosas. Vale lembrar que uma única doação pode beneficiar de três a quatro pessoas. De acordo com a legislação que regulamenta as normas técnicas aplicadas em todos os bancos de sangue do país, o menor de idade poderá doar sangue a partir dos 16 anos, sempre com autorização prévia dos pais ou responsáveis. A idade limite ainda é 65 anos de idade. Outros requisitos para doar sangue: pesar 50 kg ou mais; estar em boas condições de saúde; ter se alimentado duas horas antes da doação; não ter fumado duas horas antes da doação nem ingerido bebida alcoólica nas últimas 24 horas. Homens podem doar sangue a cada 60 dias. O intervalo para mulheres é de 90 dias. Não podem doar sangue: mulher grávida ou no período da amamentação; pessoa com febre, gripe, resfriado; quem recebeu transfusão de sangue há menos de um ano; quem tem histórico de HIV, doença de Chagas, hepatite, malária, sífilis, diabetes ou outras moléstias. Quem usa droga injetável ou não usa preservativo nas relações sexuais não pode doar sangue.

© 2013 Produzido por Trilogic

Voltar para o topo