Prefeitura planeja obras na área de saúde

O prefeito de Mongaguá, Artur Parada Prócida, planeja ampliar a rede de atenção básica à saúde, aumentando, com isso, o número de equipes do programa Saúde da Família, composto atualmente por seis grupos. Para alcançar a meta, a Prefeitura vai construir duas unidades de Saúde da Família, uma em Agenor de Campos (Rua Santa Terezinha) e outra no Balneário Itaguaí (Rua José Munhoz Bonilha) e ampliar as USF Vila Atlântica (que já está em construção), Primavera e Jussara. O investimento estimado é de R$ 2 milhões. “Estamos buscando recursos junto ao governo estadual”, disse.

A Prefeitura de Mongaguá já está licitando a construção da USF Agenor de Campos. O custo da obra é de R$ 764 mil. A Diretoria de Obras Públicas está elaborando a planilha orçamentária para a reforma e ampliação da Unidade de Saúde Jardim Primavera. A Administração Municipal estuda, ainda, obras de ampliação nas unidades Jardim Praia Grande e Vila Operária. “A estrutura atual não comporta a demanda. Queremos atender 100% da população com o programa Saúde da Família”, disse o prefeito.

A Administração Municipal também abriu processo de licitação para a reforma do centro cirúrgico e execução de outros serviços no Hospital e Maternidade Municipal Dra. Adoniran Correa Campos. O valor global previsto é de aproximadamente R$ 469 mil. De acordo com a Diretoria Municipal de Obras Públicas, o projeto prevê a reforma do centro cirúrgico, instalações de óxido nitroso, oxigênio e ar comprimido medicinal; instalações de combate a incêndio; abrigo para o gerador de energia elétrica, reforma do setor de enfermaria, sala de medicação, sala de suporte ao setor de especialidades, rede de esgoto e pintura externa da ala da maternidade, entre outros serviços.

Obras em andamento – No Jussara, a Prefeitura começou, em outubro, a construção de mais uma Academia de Saúde. O investimento previsto é de R$ 125,8 mil, sendo R$ 100 mil do Fundo Nacional de Saúde e R$ 25,8 mil relativos à contrapartida do Município. O terreno tem mais de 554 metros quadrados. No local, haverá quadra poliesportiva, equipamentos para ginástica e área de convivência. Outro projeto previsto é a academia de ginástica adaptada a pessoas com deficiência, em conjunto com outra, para o público em geral, na Praça Frederico Platzeck. O município aguarda liberação de verba estadual para executar o projeto.

A Academia de Saúde da Pedreira já está pronta. Construída em terreno de aproximadamente 255 metros quadrados, perto da Unidade de Saúde Pedreira, a obra foi executada com verba da União, liberada pelo Fundo Nacional de Saúde, no valor de R$ 100 mil; e a contrapartida da Prefeitura, equivalente a R$ 17 mil. O espaço tem quadra esportiva, área de convivência, equipamentos para exercícios físicos, quatro tabuleiros para jogos de xadrez e dama e playground.

UPA – O chefe do Executivo também pleiteia, ao Estado, verba para concluir a construção da Unidade de Pronto Atendimento (UPA). A obra teve início em setembro de 2011 e deveria ficar pronta em 300 dias. No entanto, até outubro de 2012, quando foi paralisada, haviam sido executados 53,55% da construção. O investimento do empreendimento é de 2.908.742,94; cabendo ao governo federal o valor de R$ 1, 4 milhão e a outra parcela ao Município. O governo federal já pagou a maior parte, restando repassar à Prefeitura cerca de R$ 290 mil, ao término da obra. Ao contrário da administração municipal passada que acumulou a dívida de R$ 1,5 milhão, interrompendo o serviço.

© 2013 Produzido por Trilogic

Voltar para o topo