Procuradoria de Mongaguá recupera mais de R$330 mil, em ação contra a Caixa

 

A Prefeitura de Mongaguá, por intermédio da Procuradoria do Município, conseguiu recuperar mais de R$ 330 mil que haviam sido desviados por golpistas, em outubro de 2022. Os marginais faziam parte de uma organização criminosa, que já havia invadido sistemas de segurança dos bancos de outras prefeituras. 

Após a constatação de transferências bancárias fraudulentas — para contas correntes cujos titulares não possuem relação jurídica ou administrativa com a Prefeitura — a Procuradoria ingressou com ação contra a Caixa Econômica Federal, responsável pelo manejo do montante em questão.

Com sentença favorável à Administração Municipal, a Caixa, que a princípio se negou a ressarcir a cidade, foi condenada a pagar R$330.100,00 em indenização por danos materiais à Prefeitura, além de 10% do valor em honorários advocatícios. O procurador-geral do município, Eduardo Cantero, destaca a atuação do Jurídico de Mongaguá.

“Foi um trabalho sério, cujo empenho dos nossos procuradores municipais resultou no ressarcimento de nossa cidade”, ressalta.

 

(Foto: Dyego Gonçalves)