UPA de Mongaguá deve iniciar atendimento no 1º semestre de 2018

UPA de Mongaguá deve iniciar atendimento no 1º semestre de 2018

Foto: Jonas de Morais

A UPA (Unidade de Pronto Atendimento) de Mongaguá já possui praticamente todos os materiais, móveis e equipamentos que possibilitam o seu funcionamento. Porém, itens importantes como a máquina de raio-x, que é importada, chegará apenas na segunda quinzena deste mês por conta dos processos burocráticos de importação. Também foi necessário adaptar a sala para instalação do autoclave. Outros importantes utensílios estão prestes a chegar.

Mas o principal empecilho para a abertura da unidade foi a forte disputa entre as empresas que participaram do processo licitatório. A prefeitura seguiu todas as recomendações do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e acatou diversas impugnações solicitadas pelas concorrentes, respeitando os prazos estipulados pela Lei nº 8.666, de 1990.

“Estamos trabalhando muito para iniciarmos o funcionamento da UPA. Está em fase final o processo de aquisição de todos os materiais. Em paralelo, acontecem pequenos ajustes para que dentro de algumas semanas a população comece a ser atendida no local”, destaca o prefeito Prof. Artur Parada Prócida (PSDB).

Foto: Robson Mendes

A Prefeitura de Mongaguá conta com uma comissão especial, com representantes da Saúde, Compras, Obras e Chefia de Gabinete, para garantir o início do funcionamento da UPA o mais breve possível. Reuniões com cobrança de resultados são constantes e todos estão empenhados.

Vale lembrar que a UPA nada mais é do que um pronto-socorro e Mongaguá já conta com duas unidades, uma em Agenor de Campos, cuja estrutura será transferida para a UPA, e outra no Vera Cruz, além do PS Infantil que funciona no Hospital e Maternidade Municipal Dra. Adoniran Corrêa Campos, na Vila São Paulo. A rede pública municipal ainda dispõe de nove Unidades de Saúde da Familia (USFs), estabelecidas em vários bairros da cidade.

 

© 2013 Produzido por Trilogic

Voltar para o topo